Patchwork

Patchwork-corte

O patchwork é um trabalho manual muito antigo. Os estudos mostram, que desde a época dos egípcios, os faraós usavam roupas em patchwork, o que foi retratado nos desenhos encontrados nas pirâmides.

Na Europa, durante a idade média, roupas eram feitas de sobras de tecidos e eram usadas como proteção embaixo das armaduras de ferro e como colchas para aquecimento. Por conta da funcionalidade, o patchwork e o quilt se espalharam por diversos países da Europa como Inglaterra, Alemanha, França e Itália.

Em meados do século XVII, a arte de quiltar chegou às Américas, mais especificamente nos Estados Unidos e Canadá. Trazida pelos colonizadores, era comum ver colchas feitas de linho ou lã, em panos inteiros ou a partir de medalhões centrais e bordas, que permitiam o aproveitamento total de retalhos, já que tecidos eram considerados preciosidade, assim como linhas e agulhas (que eram passadas de mãe para filha). As técnicas eram transmitidas pelas mães e avós para suas descendentes, assim surgiram muitas tradições relacionadas a tecidos, cores e desenhos.

Com a invenção da máquina de costura caseira em 1846, o patchwork e quilt passou a ser feito tanto à máquina quanto à mão. Após a segunda guerra mundial quando diversas mulheres foram trabalhar em indústrias e no comércio, houve um esquecimento do patchwork e quilt. Porém, em 1979, surgiram no mercado cortador rotatório, placa de base e réguas com marcações, permitindo corte mais rápido e com precisão. Assim, neste período houve um ressurgimento do patchwork e quilt. A indústria têxtil também passou a desenvolver estampas e cores especiais para o patchwork e quilt o que tornou infinita a paleta de cores e estampas tornando tecidos em uma espécie de tintas e os quilts em verdadeiras obras de arte. Por isso hoje em dia o patchwork e quilt é considerado mais que um artesanato, é considerado também uma arte.fonte: wikipedia